Gostou do artigo? Compartilhe!

Homeopatia e Alopatia: Principais Questionamentos

A+ A- Alterar tamanho da letra
$RateIt.doc$

O que é a Homeopatia?

R: A Homeopatia é um sistema medico, de abordagem holística, base vitalista e  que utiliza a lei dos semelhantes, enunciada por Hipócrates no século IV a.C. O médico Samuel Hahnemann, fundador da Homeopatia, confirmou a lei dos semelhantes no século XVIII, após  diversas experimentações, tendo sistematizado essa terapêutica em suas obras O Organon da Arte de Curar e Doenças Crônicas. No Brasil a Homeopatia ganhou o status de especialidade médica em 1980 pelo Conselho Federal de Medicina.

Como age a Homeopatia?

R: O medicamento homeopático age no organismo estimulando a capacidade natural que o próprio ser tem de reagir aos fatores que o levam a adoecer,  voltando ao estado de equilíbrio dinâmico anterior, o que está de acordo com o moderno conceito médico de Homeostase.

 

Quais as diferenças entre a Homeopatia e a Alopatia?

R: A diferença básica está em que a alopatia age através de medicamentos ponderais, com ação específica  nos sintomas. Assim para  sintomas diferentes, o paciente usará diversas drogas, com possibilidades de efeitos colaterais e recidivas de quadros crônicos. Já a Homeopatia utiliza-se de medicamentos imponderáveis, com foco no conjunto de sintomas apresentados pelo paciente e ênfase na forma individual com que ele os manifesta. Através de um profundo conhecimento das características físicas e psíquicas do paciente, o médico homeopata pode conduzir o tratamento de forma mais completa, tratando seus diversos sintomas e, reconhecendo a susceptibilidade para adoecer, poder diminuir as recidivas das doenças crônicas.

Como é preparado o medicamento Homeopático?

R: O medicamento homeopático é produzido com as diversas substâncias encontradas na natureza. A diferença é que durante a sua preparação, a substância passa por muitas diluições e agitações em água e álcool, e inicialmente observam-se apenas as alterações físico-químicas conhecidas. Posteriormente não se detecta mais (pelos atuais equipamentos de laboratório) a massa da substância no solvente, no entanto o choque da substância no solvente, altera as ligações energéticas das moléculas, o que atualmente a ciência denomina “memória da água”. A agitação do frasco do medicamento homeopático de encontro à mão tem como objetivo realizar o choque da substância homeopática de encontro ao solvente, provocando com isso uma modificação do estado anterior do medicamento, o que leva ao paciente a responder com mais eficácia ao tratamento.

Como é feita a consulta homeopática?

R: A consulta é mais demorada porque o médico necessita de muitas informações sobre o paciente para formular a sua prescrição. Como o Homeopata não vai tratar apenas uma doença isoladamente, mas o organismo como um todo, ele necessita de saber como funcionam as diversas partes do corpo, conhecer  a sua relação social e ambiental e assim identificando a susceptibilidade  para adoecer, pode orientar melhor o paciente.

A Homeopatia cura qualquer doença?

R: Nenhuma forma terapêutica pode curar todas as doenças. Para isso o médico deve identificar cada caso clínico ou cirúrgico e conhecendo  diversas terapêuticas, poder indicar a mais adequada para cada caso., de acordo com o que recomenda o Código de Ética Médica.

 

  1. Todas as pessoas podem usar medicamentos homeopáticos, pois, de acordo com a fórmula dispensada, pode-se não utilizar o álcool.

 

  1. A Homeopatia é científica desde a sua origem, pois utiliza-se dos princípios da experimentação para o conhecimento dos efeitos dos medicamentos utilizados. Esses efeitos são reproduzíveis quando se utiliza a metodologia adotada na Homeopatia.

 

  1. Não há necessidade de se acreditar que eles farão efeito, pois o seu efeito é observável em pacientes em coma, animais e mesmo nas plantas.

 

  1. A idéia de que a Homeopatia produz os seus efeitos lentamente decorre de que os pacientes que  a procuram geralmente são aqueles portadores de doenças crônicas, que naturalmente não tem pronta recuperação. No entanto, nas doenças agudas,  observa-se  rápidos resultados.

Artigo escrito por Francisco Eratóstenes da Silva - CRM 3689/Pa

Presidente da Associação Médica Paraense de Homeopatia

Vice-Presdente da Associação Médica Homeopática Brasileira

Autor

Dr Francisco Eratstenes da Silva

Dr Francisco Eratstenes da Silva

Otorrinolaringologista, Acupunturista

Graduação em MEDICINA no(a) Universidade Federal do Par.